1512Fri2017

Última atualização12:10:42 AM GMT

  • Clipes

  • Programas

Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image
Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image
Voltar Que Evangelho É Esse?

Que Evangelho É Esse?

  • PDF

Você pode e tem o direito de não concordar com o que vou escrever, afinal de contas, somos um país livre, democrático e temos liberdade de expressão (ainda)!

Como todo cristão e um homem que defende os direitos da família, acho um absurdo a forma como a mídia secular trata os valores da família. Pior: vejo que muitos “evangélicos” acabam se vendendo, fazendo alianças em troca de  uns momentos de fama só para dizer que está em evidência! Falei há alguns números atrás (do jornal) sobre a entrevista a que assisti de um cantor “gospel”  a um apresentador famoso da TV. O cara simplesmente não falou o nome “Jesus” uma única vez! Depois que todo mundo caiu falando mal, ele vem com a desculpa de que era uma estratégia para deixar a porta aberta! Rsrsrs Só rindo!

Tenho visto e ouvido pessoas falando sobre o crescimento do evangelho e chego à conclusão que algo está errado! Bom, se está crescendo, isso deveria ser refletido em uma mudança na sociedade. Já que a população evangélica cresce, deveria haver menos roubo, menos corrupção, mudança comportamental na sociedade, mas o que vejo é o contrário. Aí me pergunto: Que crescimento é esse? Que evangelho é esse?

A bíblia fala que somos a luz do mundo e o sal da terra. Se você parar  e  pensar: Quantas igrejas há no seu bairro? Quantas igrejas nós temos no Estado do Rio de Janeiro? Quantos cristãos são no país? Por que a coisa não muda? Será que temos despertado o interesse nas pessoas pela salvação? Novidade de vida?

Somos um povo que não busca a DEUS, e sim as suas bênçãos! Somos  uma igreja gananciosa, mimada (quando digo igreja, não me refiro à instituição, e sim a pessoas, pois a igreja de Cristo somos nós, você e eu!)

O que importa hoje é conquistar, tomar posse. Estou cansado de “profetadas” , palavras soltas ao vento sem base bíblica, sem conteúdo. Existe muito crente frustrado, decepcionado, amargurado. Nunca se viu tantos casos de depressão no meio cristão como hoje! Nunca se viu tantas famílias com problemas, de filhos, cônjuges doentes da alma.

Infelizmente perdemos o foco! Tem gente querendo fama em cima do nome de Jesus. Vivemos hoje um evangelho virtual, do curtir, compartilhar o evangelho da TV. Em que se faz alianças com a desculpa de que o evangelho está sendo pregado. Não precisamos de TV para que o evangelho seja pregado, e vou provar isso a você! Lembra-se de João Batista? A igreja dele era no deserto! E a multidão ia para ouvir; e se você ler a bíblia, ele (João) não pregava o que as pessoas queriam ouvir ou fazer corrente para ficar rico.

Nossas igrejas parecem clubes sociais com suas agendas lotadas de eventos, atrações conhecidas. Cantores “gospel” que cobram uma fortuna para “adorar”.

Existe um projeto de lei em que não poderemos fazer culto ao ar livre. Agora eu pergunto: Quantas igrejas você vê por aí fazendo culto ao ar livre? Indo buscar as vidas perdidas? Sabe por quê? Isso dá trabalho! Você tem que estar preparado para cuidar de gente doente física e espiritualmente falando, famílias destruídas, viciados, doentes.

Nós, a igreja do Senhor, precisamos voltar ao primeiro amor, em que a unidade é que fazia a diferença; não essa unidade que só acontece em época de eleição para favorecer  alguns poucos... Tenho visto igrejas próximas umas das outras, quase que vizinhas, mas que pastores são brigados, não se falam, cada um prega um evangelho diferente do outro. Você acha que DEUS está nisso? Que amor é esse? Eu acredito que existem bênçãos que, para conquistá-las, não adianta fazer corrente, jejum, vigília, etc., que só vamos tomar posse realmente quando vivermos uma unidade no Senhor.

Precisamos atacar as causas para que cessem de uma vez os efeitos!

Graça e Paz!


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Newsletters

Inscreva-se para receber
os nossos informativos!

Por favor, insira seu email abaixo.