1512Fri2017

Última atualização12:10:42 AM GMT

  • Clipes

  • Programas

Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image
Sample image Sample image Sample image Sample image Sample image
Voltar Quando a palavra é Salgada.

Quando a palavra é Salgada.

  • PDF

“Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens”. (Mateus 5.11-13).

Na vida daquele que foi chamado para levar a palavra, há uma ambiguidade (que se pode tomar em mais de um sentido) a ser desvendada e compreendida.

A primeira, a de ser um “BEM-AVENTURADO”.  Ser um Bem-aventurado por causa de Jesus. “Bem-aventurado sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa”. Tal escolha o fará sofrer injúrias, perseguições mentiras e toda a sorte de mal.

Que ninguém abrace tal chamado como sendo um desavisado. Foi Cristo quem nos alertou sobre tão desafiadora missão.

A segunda, a de ser um “imprestável”, que foi lançado fora para ser pisado pelos homens. “Se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens”.

É quase o mesmo que decidir entre a CRUZ ou a espada. Difícil escolha. Difícil decisão. Só mesmo pagando o preço. E o melhor disso tudo, é que não há aqui uma terceira opção.

Milhares de pessoas já escolheram entre os dois caminhos. Milhares já fizeram sua opção.

Opção 1: Ser o Sal da Terra, ser um Bem-aventurado. (sofrerá as consequências, pagará o preço).

Opção 2: Ser Insípido, não Salgar. (sofrerá as consequências, pagará o preço).

Se a palavra que um dia chegou aos seus ouvidos lhe pareceu um tanto quanto salgada. Pense!

Não seria essa palavra fruto da “escolha” de alguém que fez a primeira opção? Que escolha ele teve? Seria a segunda escolha uma boa opção?

Que Deus use de misericórdia. Tal vida vai pagar seu preço por sua escolha e opção. Creio também que essa vida poderá estar muito feliz e exultante por saber claramente que não fez a segunda opção.

Seja essa vida abençoada por Deus, na escolha firme que fez de SER SAL DA TERRA.

Quando as consequências vierem (injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra... por minha causa), ele certamente estará firmado em uma promessa: “Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós”.

Se você é um crente, vocacionado, ou mesmo um pastor, e se sente injustiçado, glorifique a Deus por isso: “assim perseguiram os PROFETAS que foram antes de vós”.

Sem o profeta: “com que se há de salgar?”. Por falta de sal, a “carne” se degenera chegando mesmo a estragar.

Este Sermão (Mateus 5) foi pregado por Jesus: “Ninguém tem maior amor do que este...” (João 15.13). Ele o pregou no alto de uma montanha, e ainda hoje se faz ecoar a sua voz.

Decidi que darei a este sermão a seguinte aplicação: “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um”. (Colossenses 4.6). Pretendo aplicá-lo diretamente em toda a minha prática ministerial.

E você, como procederá a sua aplicação?

Do coração do pastor, direto para o seu coração.

Pr Carlos Elias de Souza Santos.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Newsletters

Inscreva-se para receber
os nossos informativos!

Por favor, insira seu email abaixo.