2002Tue2018

Última atualização12:10:42 AM GMT

Voltar Matérias

Matérias

Algumas razões por quê eu ainda acredito na Igreja

  • PDF

Esses dias eu estava conversando com alguns amigos e um deles me disse que não quer ir mais a igreja por que se decepcionou e quer ser cristão em casa. Cresce o número de crentes não praticantes, existem muitas pessoas magoadas com a igreja, essas pessoas estão equivocadas, elas estão decepcionadas com alguns líderes, com o sistema e não com a igreja do Senhor, nos EUA é muito grande o número de igrejas emergentes, no Brasil cresce o número de desviados e daqueles que não se consideram desviados mas não vão mas a igreja. Essas são algumas razões por quê eu ainda acredito na igreja.

1- A igreja esta firmada em Cristo. Mt 16:18 . A igreja é um organismo não uma organização, ela foi estabelecida por Deus através de Jesus, a igreja pertence a Deus, a igreja esta fundamentada em Jesus Cristo, ela anuncia o evangelho (boas novas), anuncia Jesus o filho de Deus (Jo3:16) que veio morreu e ressuscitou e através do sangue derramado nós fomos perdoados e reconciliados com Deus.

A igreja pertence a Cristo, Ele a comprou com o seu sangue.

2- As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja. Isso significa que toda vez que a igreja avançar ela vai triunfar, a igreja não pode ficar parada, é isso que o diabo quer, neutralizar a igreja, mas nós vamos avançar.

3- A igreja é chamada de menina dos olhos  de Deus. Dt 32:10 e Zc 2:8. Hoje a igreja é chamada Israel de Deus, nós somos protegidos pelo Senhor. Quando alguém tenta atingir os nossos olhos, automaticamente nós temos um sistema de auto-defesa que fecha os olhos, vira a cabeça, assim Deus tem nos protegidos.

4- Um corpo com muitos membros. 1Co 12:1-20 A igreja é o corpo de Cristo, esse corpo tem muitos membros, cada um com sua função. A igreja caminha assim, são várias pessoas com um só propósito mas com funções diferentes.

5- Jesus é o Cabeça da igreja. Cl 2:18,19. Jesus é o dono, o Líder maior o mentor da igreja. A igreja não é de um pastor, de um líder, ela pertence a Jesus.

6- A graça manifestada pela igreja pela multiforme sabedoria de Deus. Ef 3:10 A igreja vai manifestar a graça de Deus, graça =Favor imerecido. É a graça que transforma a vida de um pecador, a igreja é um lugar de gente imperfeita, cheia de falhas, mas Deus ama a igreja desse jeito. Poderíamos colocar uma placa na igreja escrito assim: "Proibida a entrada de pessoas perfeitas".

7- A igreja também é chamada de Noiva. Ap 19:7,  22:17 A igreja é a noiva e Cristo o Noivo. O Espírito e a Noiva dizem vem, nos últimos dias a igreja e o Espírito Santo vão se unir em um clamor, uma só voz dizendo vem, vem, vem. O noivo está vindo buscar a noiva, Jesus está voltando pra buscar a sua igreja.


Eu ainda acredito na igreja.


Deus trabalha no turno da noite

  • PDF

Quando você acorda de manhã, abre os olhos e sua mente começa a trabalhar, já parou pra pensar que DEUS trabalhou a noite toda por você?

Algumas vezes talvez se veja dizendo...DEUS parece estar fazendo hora extra, trabalhando nos feriados e nos fins de semana...mas em outros ..não em mim.....mas ELE esta atuando em nossas vidas....agente não vê, e como uma trepadeira subindo o muro, ninguém percebe, quando vê já esta lá..tomou o muro inteiro...

Muitas vezes em nossa vida tudo parece tédio sem fim, enquanto a vida de outros e uma grande aventura.

Outros falam de DEUS fazendo aquilo, isto, dando-lhe canções.....mas nós em nada né!!!!tudo continua quieto e escuro...

Às vezes nos pegamos tentando dar ajudinha a DEUS, tentamos ser maduros mas estamos no pré primário da escola espiritual.....nos esforçamos para consertar o casamento, esperamos a volta do marido que se foi ou da esposa que se esvaiu, ou a espera do filho que se foi, ou a saúde que esta debilitada, sua promoção no trabalho, o carro que você precisa tanto.....a falência inevitável de sua empresa........às vezes pensamos que DEUS não esta trabalhando em nossa vida,.....não conseguimos ver.....mas entenda que mesmo que não apareçam cartazes dizendo " EM CONSTRUÇAO" SEM SINAIS DAS MÁQUINAS, DOS MARTELOS, O NOSSO ARQUITETO ESTA TRABALHANDO POR NÓS....

Deus conhece as nossas circunstâncias, DEUS conhece nosso sofrimento e monitora cada segundo dele. Deus conhece os seus ferimentos e cicatrizes e sabe como produzir a cura....

DEUS está mais ocupado em sua vida do que você jamais poderá ver ou saber..em outras palavras DEUS trabalha no turno da noite por sua causa, basta crer...

 

Deus com vocês sempre! :)


Pra. Ana Claudia Carvalho

Quando o pecado bate a porta

  • PDF

Projetos, espinhas, cabelo, sociedade, andar na moda, pressões em casa, pressão na escola, vestibular, pré-vestibular, namoro, noivado, casamento, pressão no casamento, filhos, preocupações com os filhos, igreja, violência, vida.

Vida, você está nela e tem que vivê-la.

Uma vez Jesus disse assim: “Basta a cada dia o seu próprio mal”. Muito tempo depois, um grupo de apoio exclamou: “Devemos viver um dia de cada vez”. Após, um pensador disse: “Tenho que matar o leão de hoje, pois, se não o fizer, amanhã serão dois leões”.

A vida é difícil de ser vivida, e não o é assim sem propósito, isso é pra nos fazer lembrar que somos peregrinos aqui. Mas existem dias de “cão” de “densas trevas” e quando você acha que não tem como piorar, PIORA!

Quando leio o texto de Salmos 42 dizendo que “um abismo puxa outro abismo” fico imaginando o abismo chegando a nossa vida e virando para outro abismo ao lado e falando: “ei, chega mais, aproveita e chama outros para virem também, vamos infernizar essa vida aqui!” UM ABISMO CHAMANDO OUTRO ABISMO.

E em dias assim, dias que você está fraco, desanimado, sem forças para continuar, se sentindo esquecido e rejeitado, questionando as promessas de Deus na sua vida e o tempo demora a passar, o pecado bate a sua porta. Ele sabe que você está fraco, e faz de tudo pra entrar. Em outros momentos você bateria a porta na “cara” do pecado e o escorraçaria dali, mas hoje, excepcionalmente hoje, você está tão carente, tão sozinho, precisando de algo que te faça esquecer por alguns momentos essa vida difícil que você está vivendo. O pecado bate a sua porta.

TOC TOC!

Você resiste. Vai atender, apenas para dizer a ele que não volte, mas ao abrir a porta o pecado não parece tão malvado, ele só quer te ajudar, te dar prazer. Num momento de desespero sem saber se fecha ou abre a porta, ele entra pela brecha e quando você menos percebe já está sentado no sofá dando ordens na sua casa.

Desanimado e enfraquecido por todas as dificuldades passadas, você não tem forças para mandar o pecado embora e ele acaba ficando ali.

Qualquer semelhança desta historinha com a vida real, não é mera coincidência.

Escrevo este texto hoje a você que está fraco, desanimado, pensando em desistir.

A carne é fraca, mas o pecado não é vitamina!

Assim como os abismos se unem para vir contra você, da mesma forma você precisa de ajuda. Não tente passar por tudo isso sozinho. Chame seus amigos, peça ajuda. Conte para alguém, peça socorro e claro fale com Deus. Diga para Ele tudo o que passa no seu coração, não poupe palavras. Não tente fazer uma oração bonita se o seu coração está cheio de dor e lágrimas, fale tudo, tire o nó da garganta, coloque pra fora. O Senhor quer te ouvir e te ajudar e seus amigos também.

Nós não entendemos a linha do tempo e por isso não vemos o amanhã, mas Deus vê e olhando pra você no futuro ele diz assim: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”. (Jeremias 29: 11)

A diferença entre você e eu que estamos passando por provações e Abraão e Noé, é que eles já passaram e nós conhecemos o final, quanto a mim e a você o final ainda não chegou, mas fico pensando que ele possa ser tão lindo e abençoador quanto o de Abraão e Nóe... que tal ein?

Te convido nesta hora a fazer uma oração a Deus. A oração mais sincera que você já tenha feito. Falando com todas as letras aquilo que você pensa, sem medir palavras com Deus e depois disso, pedir a Ele ajuda e força para permanecer fiel e que mesmo que seus olhos não consigam ver, que pelo menos a fé não lhe falte para continuar.

Ore.


Na paz DAquele que sonda e conheces o mais íntimo do nosso coração e nos ama ainda mais, e terá o prazer de entrar em nossa casa e escorraçar o pecado de lá,

Att,


Pr. Felipe Heiderich

Violência escolar e bullying

  • PDF

Dr. Sérgio Fernando Harfouche
Promotor de Justiça; Titular da 27.(Vigésima Sétima) Promotoria de Justiça da Infância e Juventude,MS; Graduado em Ciências Jurídicas; Presidente do Conselho Estadual Antidrogas e Membro Suplente do CONAD(Conselho Nacional Antidrogas).

Conceito de Bullying
O Bullying ocorre quando um ou mais alunos elegem uma vítima para “bode expiatório” do grupo e contra ela exercem repetitivamente atitudes agressivas, contra as quais a vítima não consegue se defender.

“É a prática de atos de violência física ou psicológica, de modo intencional e repetitivo, exercida por indivíduo ou grupos de indivíduos, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidar, agredir, causar dor, angústia ou humilhação à vítima.” (Lei Municipal nº 4.854/10)

Desfazendo os Mitos:
o bullying sempre existiu nas escolas, embora só tenha sido iniciado seu estudo científico na década de 1970 na Europa;
o tema chegou ao Brasil no fim dos anos de 1990 e início de 2000;
o bullying acontece em 100% das escolas, em todo o mundo, sejam públicas ou privadas.

Tipos de Bullying
ü Físico: bater, chutar, beliscar.
ü Verbal: apelidar, xingar, zoar.
Apelidos que acentuem características físicas. Ex: Dumbo, Cabeção, Tampinha, etc.
Apelidos que ridicularizam o nome da vítima. Ex: Chico Bolsinha, Dinorá. Etc.
ü Moral: difamar, caluniar, discriminar.
ü Sexual: abusar, assediar, insinuar.
ü Psicológico: intimidar, ameaçar, perseguir.
ü Material: furtar, roubar, destroçar pertences (Ex: boneca jogada na lama).
ü Virtual ou ciberbullying: ameaçar, discriminar, difamar, através da internet e do celular. (Ex: montagem de fotos)

Grupo de Risco:
alunos muito tímidos e retraídos;
alunos com desenvolvimento acadêmico diferenciado (Nerds);
alunos com jeito efeminado;
alunas com jeito masculinizado;
alunos com sotaque regionalizado;
alunos de diferentes raças;
alunos de diferentes religiões;
alunos com diferente modo de vestir.

Bullying X Brincadeira
Critérios Identificadores:
*ataques repetitivos contra a mesma vítima num período prolongado de tempo;
*desequilíbrio de poder. Muitas vezes o ataque é efetuado em grupo, tirando da vítima qualquer chance de defesa;
*ausência de motivos que justifiquem os ataques.

Emoções despertadas na vítima de Bullying:
Medo de que o episódio se repita; tensão; raiva reprimida; angústia; tristeza; desgosto; sensação de impotência; rejeição e mágoa; desejo de vingança; pensamento suicida.
EUA. 37 tiroteios que ocorreram em escolas, 2/3 dos autores cometeram os crimes como vingança por causa da vitimização de bullying.

Pesquisas indicam:
o bullying pode ser identificado em qualquer faixa etária e nível de escolaridade. Haja vista a maior incidência de bullying está entre os alunos do 6º ao 8º ano; o bullying é praticado mais por meninos e as modalidades preferidas são maus-tratos físicos e verbais. Já as meninas praticam o bullying nas modalidades moral e psicológica (Ex: difamar, excluir, humilhar, etc); 80% das vítimas tendem a reproduzir os maus-tratos sofridos. 

Na adolescência, diminui a frequência do bullying, porém, aumenta a gravidade dos ataques.

Fatores que contribuem para o aumento do bullying:
tendência da vítima de reproduzir os maus-tratos sofridos;  incentivo à competitividade e ao individualismo estimulado pela família e por algumas escolas, especialmente em relação ao vestibular; banalização a violência;  certeza de impunidade;  educação familiar permissiva e a ausência de limites; deficiência ou ausência de modelos educativos voltados para a convivência pacífica e que respeitem as diferenças, despertando sentimentos de afetividade e compaixão nos alunos.

Identificando o Bullying
O professor para identificar o bullying deve observar:
*se o aluno está constantemente isolado dos demais, especialmente no horário do recreio. (Ex: Beatriz e as abelhas)
*se nos trabalhos em grupo ou jogos em equipe é sempre o último a ser escolhido;
*se é alvo de caçoadas por ter apelidos pejorativos em decorrência de seu físico ou temperamento;
*se o aluno apresenta aspecto triste, deprimido, aflito, ansioso, irritadiço ou agressivo;
*se ocorreu súbita queda no rendimento escolar e desinteresse pelos estudos;
*se falta às aulas frequentemente, sem justificativas convincentes;
*se apresenta arranhões, ferimentos ou danificação de seus materiais escolares constantemente;
*se é intimidado, perseguido ou maltratado fisicamente.

Consequências do Bullying Saúde Física
Doenças psicossomáticas, que se acentuam no horário de ir à escola:
dores de cabeça - tonturas - náuseas - ânsia de vômito
dor no estômago - diarréia - enurese - sudorese
dores muscular - febre - taquicardia - tensão
excesso de sono - pesadelos - aumento ou perda de apetite
dores generalizadas

Outras doenças psicossomáticas:- gastrite - úlcera - bulimia - anorexia - herpes - rinite - alergias - problemas respiratórios - obesidade

Consequências do Bullying Saúde Mental:
dificuldade de concentração; déficit de atenção; cansaço mental; sentimentos de abandono e de inferioridade; oscilações de humor; pensamentos suicidas; depressão; fobias; hiperatividade.

Como a escola pode enfrentar o bullying ?
*Reconhecendo a existência do fenômeno.
*Capacitando seus professores para identificar as práticas de bullying e fazerem a intervenção correta.
*Levando o tema para ser discutido com os alunos, professores e funcionários, traçando estratégias preventivas para fazer frente ao fenômeno.
*Estabelecer parcerias com os conselhos tutelares, ministério público, delegacia de polícia, contando ainda com a assessoria de psicólogos e assistentes sociais.

Ações práticas da escola para enfrentar o bullying ?
- Promover uma pesquisa com os alunos, a fim de medir o número de casos de bullying na escola.
- Realizar oficinas em que os alunos façam redações contando de forma anônima se estão sofrendo ou já sofreram bullying na escola.
- Desenvolvimento de oficinas temáticas que incentivem o exercício da solidariedade, tolerância, respeito ao próximo e as diferenças individuais.

Perfil dos Agressores:
*valem-se de força física ou habilidade psicoemocional para aterrorizar os mais fracos e indefesos;
*são prepotentes, arrogantes e geralmente estão envolvidos em confusão e desentendimentos;
*utilizam os maus-tratos (apelidos pejorativos, ataques físicos, etc) para se tornarem temidos e populares;
*podem ser alunos com grande capacidade de liderança e persuasão;
*desenvolvem o hábito de praticar bullying desde a infância;
*quando adultos, podem replicar esse modelo em forma de violência doméstica (cônjuge e filhos) e no trabalho, assediando moralmente colegas e funcionários hierarquicamente inferiores.

Para realizar o bullying o agressor necessita:
- da confusão, do medo e da sensação de impotência dos que pretendem transformar em suas vítimas;
- principalmente do silêncio dos que estão ao seu redor.

Como abordar o assunto bullying com os autores da agressão
O agressor acredita que todos devem atender seus desejos de imediato e não consegue, do ponto de vista psicológico, colocar-se no lugar do outro.” Tognetta e Vinha

1. ao identificar o caso, iniciar o trabalho de entrevistas individuais;
2. o entrevistador deve ouvir primeiro a vítima “separadamente”;
3. o líder do grupo agressor deve ser ouvido antes dos parceiros;
4. na entrevista com o agressor, este deve ter oportunidade para falar a fim de promover espaço de diálogo e mudança;
5. é necessário, entretanto, ser firme e mostrar para os agressores as consequências legais do comportamento inadequado a luz do ECA;
6. o monitoramento do caso é essencial para evitar revitimização .

Se esta intervenção não surtir efeito, como proceder?
A escola deve encaminhar o(s) agressor(es) para o Conselho Tutelar ou à Promotoria de Justiça
Se tiver ocorrido: Lesão corporal,
Calúnia (atribuir crime falso)
Injúria (macular a honra da vítima)
Difamação (espalhar ato verdadeiro, mas desabonatório)

A escola deve orientar aos pais ou responsáveis pela vítima a procurarem a delegacia de polícia para fazerem um boletim de ocorrência.

Dependendo do caso, se a escola não tomar as providências para proteger a criança e o adolescente, poderá ser responsabilizada por omissão e condenada a pagar indenização à vítima por danos morais e materiais.

Art. 245. Deixar o professor ou responsável por estabelecimento de atenção a ensino fundamental, pré-escola ou creche, de comunicar à autoridade competente os casos de que tenha conhecimento, envolvendo suspeita ou confirmação de maus-tratos contra criança ou adolescente:

Pena - multa de 03 a 20 salários de referência, aplicando-se o dobro em caso de reincidência.


O professor deve ter muito cuidado para não expor à situações de constrangimento.

ECA. Art. 232. Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento: Pena - detenção de seis meses a dois anos.


INTRODUÇÃO DO MANUAL DO PROCEVE

Considerando que a principal finalidade da escola é a condução do educando para o exercício da cidadania e que há frequente prática de indisciplina, bullying e outros atos infracionais nas escolas, este Manual, parte integrante do Projeto ProCEVE (27ª Promotoria de Justiça contra evasão e violência escolar), traz orientações acerca da prevenção e do enfrentamento de tais práticas.

Basicamente o projeto visa a resgatar a autoridade dos diretores e professores, a preservação do patrimônio público e o respeito às instituições, com o intuito de favorecer a permanência e o sucesso do aluno em sala de aula.

É um instrumento que vem ajudar a preservar os seus direitos e os direitos de seus alunos.  Mas, também, para lembrar o aluno de que, toda vez que age de forma inadequada em sala de aula, está ferindo o direito daqueles colegas que querem estudar.

Há que se dirimir qualquer visão equivocada acerca da interpretação do Estatuto da Criança e do Adolescente, visto que essa é uma Lei que contempla não apenas direitos, mas também preconiza obrigações aos menores de 18 anos.

Em termos de regras, não haverá muitas mudanças, visto que, ao seu dispor, existe o regimento escolar. A Promotoria de Justiça apóia a direção e comunidade escolar a pôr em prática todos os artigos desse regimento. É preciso dar um fim à cultura da impunidade. Que cada um seja responsabilizado pelos seus atos. Esperamos contar com a sua colaboração.

Você pode somar conosco e juntos nós podemos mais!  Sabemos que existe aluno que não quer estudar e permanece em sala, sem realizar atividades dirigidas pelo professor, distraindo os colegas, falando palavrões, agredindo outros verbal e/ou fisicamente e praticando bullying. No entanto, sabemos que esse tipo de aluno causa prejuízos irreparáveis para a grande maioria daqueles outros que estão em sala de aula interessados em aprender o conteúdo ministrado pelo professor. Não podemos ficar impassíveis diante desse quadro.

Fica estabelecida a parceria entre a Promotoria de Justiça da Infância e Juventude e as Redes Públicas de Ensino Estadual e Municipal. Foram realizadas diversas reuniões, pela 27ª Promotoria de Justiça, com vários segmentos da sociedade organizada, nas quais foram diagnosticadas necessidades urgentes de intervenção nas escolas, pelos graves fatos que dentro delas vêm ocorrendo. Destacaram-se as urgências e foram colhidas diversas sugestões que se tornaram determinações da Promotoria de Justiça para aplicação imediata.

Para isso, organizou-se um gabinete especial com equipe multidisciplinar de assessoria técnica atuando junto ao Ministério Público Estadual. Caberá a cada unidade escolar tomar as medidas disciplinares e, depois, fazer os encaminhamentos cabíveis.


Dr. Sergio Harfouche

O que é HPV?

  • PDF

Dra. Flávia Masson
HPV é um virus (herpespapovavirus) que se subdivide em grupos diferentes, causando doenças ginecológicas, tais com condiloma acuminado (verrugas genitais) e câncer de colo de útero.

A  CONTAMINAÇÃO:
O HPV PODE SER CONTRAÍDO PRINCIPALMENTE ATRAVÉS DE RELAÇÕES SEXUAIS ,VASOS SANITÁRIOS e ROUPAS CONTAMINADAS.

MANIFESTAÇÕES:
As manifestações clínicas do grupo do condiloma acuminado acontece  através de lesões verrugosas, principalmente em regiões vulvares e perianal.

Lesões verrugosas pelo Vírus HPV
Já as manifestações clínicas do grupo causador do câncer de colo de útero não acontecem clinicamente, porque é um achado no exame de preventivo (Exame de papanicolau).

O Diagnóstico:
O diagnóstico e feito através de:

- Exame físico, em que se constatam as lesões genitais;

- Exame de preventivo, que, se sugestivo de lesões por  HPV ou NIC ( Neoplasia intra- epitelial), solicita-se outro exame que é conhecido como colposcopia com biópsia (diagnóstico definitivo).

COMO SE PREVENIR:
A prevenção da doença deve ser feita com cuidados básicos, tais como: relações sexuais protegidas com uso de preservativo, uso individual de roupas, principalmente toalhas, evitar uso de vasos sanitários que não são devidamente higienizados.

Vacina : Devem ser vacinadas principalmente as mulheres entre 9 e 26 anos e que ainda não tenham se contaminado.

O TRATAMENTO:
O tratamento das verrugas é realizado com aplicação de ácidos , que deve ser aplicado somente em consultório pelo próprio médico.

O tratamento das lesões precursoras do câncer de colo de útero é realizado de acordo com o seu grau, que pode ser desde o uso de creme ginecológico somente, até o cirúrgico, que é CAF (cirurgia para retirada da  parte do colo do útero que está comprometida) e, no caso do câncer de colo de útero propriamente dito, o tratamento é feito de acordo com  seu estágio, que pode ser cirúrgico ou com radioterapia.



Dra. Flávia Masson

Newsletters

Inscreva-se para receber
os nossos informativos!

Por favor, insira seu email abaixo.