2404Thu2014

Última atualização04:24:45 PM GMT

Voltar Matérias

Matérias

E se eu não tivesse amor.

  • PDF

MINHA ORAÇÃO DESTE DIA: “Senhor peço humildemente que me ensines com amor, faça deste teu servo um homem mais amoroso que reflita o seu amor”.

Sabemos que aquele que não AMA não conhece a Deus porque Deus é amor. (1 João 4.8)

Como seria então viver a vida ou mesmo fazer as coisas sem a inspiração do amor?

Assim nos ensina a Palavra de Deus.

1) E SE EU NÃO TIVESSE AMOR: (1 Coríntios 13).

SE não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

Se não tivesse amor, NADA seria. (Não deve existir coisa pior na vida do que não ser NADA).

Se não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. (Para quem deseja somente aproveitar a vida essa é uma péssima notícia, apesar de ainda continuar sendo uma boa nova = Evangelho).

2) O QUE O AMOR É:

O amor é sofredor, é benigno. Maduro (já, já, você entenderá! Ele está implícito no texto)

3) O QUE O AMOR NÃO É:

O amor não é invejoso. O amor não é INGÊNUO. (Sujeito totalmente presente, contudo oculto no texto). Na língua portuguesa, o sujeito ainda que  oculto no texto, tem parte direta na interpretação e no sentido do mesmo.

4) O QUE O AMOR NÃO FAZ:

O amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha.

O PROBLEMA NA QUESTÃO DE INTERPRETAR E COMPREENDER O AMOR, É QUE QUASE SEMPRE DECIDIMOS NOS ATER SOMENTE NESTAS PARTES QUE OFERECEM APENAS UMA “PARTE” (PARTÍCULA) DO SENTIDO DA INTERPRETAÇÃO DO QUE O AMOR É.

Paulo mostra-nos com clareza o seu diagnóstico sobre nossa míope visão do amor: “Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos”. Partículas pequenas do sentido ainda maior.

MINHA ORAÇÃO NESTE MOMENTO DO TEXTO: “BUSQUEMOS CULTIVAR O AMOR PERFEITO”:

“Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado”. Precisamos aniquilar a visão partida e buscar a visão completa.

BUSQUE CONHECER  E EXPERIMENTAR O AMOR MADURO: (Sentido ainda mais completo no texto).

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei (aniquilei) com as coisas de menino”. (Maturidade de forma prática).

O amor MADURO é o exato momento, quando, o que é em parte está sendo aniquilado.

O DIFÍCIL NA TAREFA DE AMAR, É CHEGAR A SER HOMEM (Quer seja macho ou fêmea). A FASE MADURA E PRONTA PRA SE AMAR DE VERDADE.

“Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido”.

O QUE PAULO COMBATE É EXATAMENTE O AMOR INGÊNUO (Sujeito oculto no texto). É o acabar de fato com as coisas de menino.

“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor”.

QUE AMOR É ESTE? É O AMOR QUE NOS LEVARÁ PARA O CÉU OU MESMO NOS PODERÁ TIRAR DE LÁ. “...aquele que não AMA não conhece a Deus...”

Não ser ingênuo, é reconhecer que não existe amor, sem que ao mesmo tempo exista a ira. Não existe amor sem ao mesmo tempo existir o mandamento que nos ordena a amar. O mandamento é uma ORDEM. Se o amor é um mandamento, então ele não é um vazio SENTIMENTO.

O amor de Deus e a Sua ira frequentemente andam juntos (Num 14:18; Rom 11:22; Heb 12:5) e verdadeiramente a ira de Deus é uma expressão do Seu amor (Sal 136:14-21). Repito: uma expressão do seu amor.

Se Deus não tivesse ira os Seus atributos seriam falhos. Se não houvesse a ira de Deus, Ele seria indiferente ao pecado, mostraria uma ausência de morais e aceitaria tolices e corrupção. Por Deus ser puro, necessariamente, Ele precisa odiar o que é impuro (A. W. Pink). Repito: Ele precisa odiar que é impuro.

Se você adentra um ambiente, ou mesmo um lugar e descobre que seu coração está irado. Não significa que você não ame os que ali estão ou que é incapaz de amar e de sentir compaixão por cada um deles. Sua Ira (bíblica e totalmente espiritual) é o legítimo fruto de seu amor por eles. Sei que é difícil entender, por isso não é uma palavra para ingênuos e sim para gente madura.

VEJA O AMOR REVELADO NA CRUZ. Na cruz o amor e a ira estão lado a lado. Veja o amor nos braços abertos, na entrega E NA DOAÇÃO DA VIDA DE JESUS. Veja a ira nos cravos perfurando suas mãos, na coroa de espinhos rasgando o seu semblante. Amor direcionado aos homens, ira direta e clara contra o pecado.

ISSO É AMOR MADURO E NÃO INGÊNUO. O amor de verdade de quem está aprendendo a amar.

O que o amor não é, e nunca poderá ser?: INGÊNUO. Isso nunca!

O que então esse amor precisa ser?: MADURO.

Como alcançar isso?: AMADURECER. (Acabar com as coisas de menino).

Por isso um capítulo tão extenso e tão poderoso como este. Não dá pra falar dele em partes, isso é ver a questão em parte. Será como tentar e nunca descobrir o ENIGMA. Paulo disse: precisamos vê-lo por inteiro. FACE A FACE. Ficar frente a frente, para ver olho no olho. Isso é uma forma linda de amar. Isso é o amor de Deus se revelando a nós.

Do coração do pastor, para o coração das suas ovelhas.

Pr Carlos Elias.


Igreja: a esperança do mundo

  • PDF

Estava viajando pelo sertão do Ceará em direção à capital, Fortaleza. Durante o trajeto de quase cinco horas, conversei longamente com o motorista que nascera na cidade de Ipaporanga.

Observamos o que a seca estava fazendo este ano nas terras cearenses e comentávamos sobre o sofrimento eterno do sertanejo que precisa rezar e encher as talhas com as gotas que caem do céu.

“Que diabo que isso não acaba!”, exclamou o homem na indignação de quem está cansado de sofrer e de ver o sofrimento de quem mora ali. Lembrei-me de alguém que, soltando veneno pelos dentes, um dia me disse: “Se sabem que lá é assim, por que moram por lá?” Pensei na mesma hora: “O melhor é ficar calado”. Às vezes, temos absoluta convicção de que não vamos dar conta da ignorância e da falta de sabedoria.

“A questão é a falta de vontade política. A seca do Nordeste tem jeito”, dizia o motorista. E ele está certo. A questão, no entanto, é ainda mais profunda. O problema central e a causalidade última passam pela formação, pela cultura e pelo caráter. A má vontade política tem mãe.

O coração petrificado, a corrupção, a ganância, a mentira e tantas outras mazelas da alma geram não só a seca, mas os sofrimentos que se espalham nas diversas camadas sociais.

Vejo que a solução para as questões sociais passam, invariavelmente, pela transformação da essência humana. E isso só o evangelho de Cristo pode fazer.

Não são as novas leis, os terapeutas, os técnicos ou cientistas que vão resolver uma questão espiritual. Jesus disse que o que é nascido da carne é carne.

Precisamos entender que a mudança de uma pessoa verdadeiramente passa por essa experiência com Cristo e o que Ele chamou de novo nascimento.

Olhando o mundo, temos a impressão de que precisava começar tudo de novo. E Cristo disse que isto é possível a partir dessa experiência e que era necessário apenas crer.

A igreja, esse lugar de um monte de gente que crê e que passou  por tal experiência, se constitui na esperança do mundo, pois pode levar a todas as pessoas esta boa notícia.

Quando Bill Hybels, pastor da Igreja de Willow Creek, em Chicago, declara enfaticamente a frase que tomei para intitular este texto, parece que uma bomba motivacional recai sobre nós.

Mesmo diante de tantos que se dizem cristãos e têm desonrado o nome de Deus e manchado o testemunho da igreja perante os homens, sabemos que há um exército de pessoas sérias que nos inspiram.

A solução para a seca do Nordeste, a corrupção de Brasília, o sofrimento dos pobres e o grito dos oprimidos está na experiência com Cristo e na transformação do caráter.

Essa é a nossa missão como igreja neste mundo. A luz de esperança que aparece no fim do túnel.

Mais que Teoria

  • PDF

Quando o Senhor Jesus disse :

" Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas ...em todo lugar" (Atos 1:8), eu entendo que Ele dizia:

- Proclama a Verdade em todo tempo e viva a minha vida em ti! Dê continuidade à minha obra, sendo como eu sou. Quero que me vejam em ti. Faça conforme eu fiz! Não se esqueça do Pai que está em mim, como estou em ti. E farás coisas maiores que as que eu fiz."

Cristo em mim é mais que teoria. O Poder que me transforma está em me tornar como Ele é. É fechar as fontes do mundo e eleger uma única matriz, potencializando o máximo de Deus no mínimo do mundo em mim.

Fraseologias superficiais não transformam a vida de ninguém, só distraem a mente. Experiências reais todos os dias tiram o evangelho do papel e constrangem a mais elaborada fortaleza erguida pela razão humana.

Aproveite as oportunidades diárias que você tem de exercitar sua fé e mover os céus! 
Não negue oração a ninguém.

Todo início é inseguro, frágil e pequeno.
Alimento e exercício fazem parte da construção e do fortalecimento da sua fé.

Ore, Profetize, estenda a mão, movimente-se e teste suas teorias. ... Momentos com Deus podem marcar sua vida pra sempre.

Você não nasceu para assistir a histórias extraordinárias, nasceu para vivê-las!

E falando do que realmente vive, suas palavras transportarão os montes, levantarão os mortos, libertarão os presos e trarão o céu aqui. "... Pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos." (Atos 4:20). 

Doe e Viva!

  • PDF

O egoísmo é um sentimento humano que precisa ser confrontado, pois esse sentimento produz males terríveis. O que esta ocorrendo atualmente é que temos visto muita gente tendo tanto, mas vivendo sozinha, isolada dos seus amores e vislumbrando um futuro de solidão e desprezo, porque no seu egoísmo não reparte, não compartilha, não serve a ninguém e, simplesmente, por ninguém é servido. Recentemente tive o privilégio de visitar Israel, e naquela ocasião estive no Mar Morto; pude constatar que não há vida naquelas águas, que sua salinidade - sete vezes maior que a do oceano - faz as águas tão densas que é impossível afundar nelas. Isso me fez lembrar um texto que li sobre o Mar Morto e que vou transcrever para vocês:

Olhei o mar, e estava morto,

Embora as neves lá do Hermom e o bom Jordão

Lhe dessem alimento e seu conforto.

Por que tal sorte assim? Veio então a resposta:

“Ah, quanto mais recebe, mais esse mar guarda!

Aos afluentes seus a morte ali aguarda

Pois esse mar recebe mas não dá, oh não!”

Ó mar, Mar Morto! Ensina-me bem claro

Que apego egoísta  nos destrói assim!

Senhor, que eu dê por Ti mesmo o mais caro;

E pra que o faça vem viver em mim.

Bem nos ensina a palavra de Deus que “melhor coisa é dar do que receber” (Atos 20-35). Com essa reflexão, quero convidá-los a fazer com que o tempo da dádiva seja seu, e não dos seus herdeiros.

Temos um grupo de evangelizadores que evangelizam na rua e servem alimento e roupa e tudo mais que se possa fazer. Graças a Deus são pessoas bem empregadas e com bom nível de escolaridade. Geralmente quando eu os pergunto como foi o trabalho, eles contam com alegria o que foram levar e acabaram trazendo, tal é a satisfação que o Espírito de Deus produz nos corações daqueles que ousam doar, abençoar, distribuir, levar a alguém o Pão da Vida e o Pão do Céu.

Vale a pena compartilhar!

Mudança de Atitude

  • PDF

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2)

Se quisermos mudar as nossas atitudes, precisamos mudar a nossa mentalidade. Sempre existem atitudes em nossas vidas que ainda precisam ser mudadas. Somos seres em constantes mudanças e isso faz parte do nosso aprendizado.

2“Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Provérbios 4:18)

Toda mudança dá certo trabalho, causa algum tipo de transtorno ou desgaste. Quando decidimos mudar os móveis de lugar em nossa casa, além do trabalho que nos dá, ainda existe uma readaptação em nós a toda mudança feita. No início é estranho sentar naquela posição a qual não estávamos acostumados ou ter que mudar alguma rotina do nosso cotidiano por conta de uma mudança, mas com o tempo vamos nos acostumando até se tornar normal. A palavra de Deus diz que “em todo trabalho há proveito, mas ficar só em palavras leva à pobreza.” (Provérbios 14:23)

Para mudarmos nossas atitudes, precisamos NÃO nos conformar com aquilo que DESAGRADA A DEUS, com aquelas coisas que fazem parte da nossa vida, que não fazem bem a nós e as pessoas que nos cercam.

Enquanto não houver consciência, isto é, uma mente pré-disposta a refletir e aceitar as transformações necessárias, nada acontecerá. Precisamos querer essa mudança, essa transformação em nossas mentes, então consequentemente nossas atitudes serão mudadas.

As atitudes geram transformações que, por conseguinte, geram novas atitudes.

Um exemplo de transformação é a conversão de uma vida ao evangelho de Cristo. Antes de conhecer a verdade do evangelho, da palavra de Deus, a nossa mente e as nossas atitudes são uma, mas logo que temos essa experiência com Deus, a Sua própria palavra fala sobre essa mudança. Vejamos alguns exemplos do que diz a palavra de Deus:

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Corintios 5.17)

Aqui nos mostra que, se tivermos uma atitude de estar em Cristo, seremos transformados em NOVA CRIATURA e TUDO SE FARÁ NOVO em nossas vidas.

Outro exemplo, quando tomamos a atitude de receber a Jesus como nosso Senhor:

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome” (João 1:12)

O interessante aqui é que a mudança de mente nos faz confiar em Cristo e recebê-lo em nossas vidas, que nos transforma em filhos de Deus. Mas tudo isso começa em nossas mentes, através da transformação feita pela da palavra de Deus em nossas vidas e das nossas atitudes em relação às informações que estamos recebendo.

Nestes dois exemplos, o primeiro diz que nos tornamos NOVA CRIATURA; então, já éramos criatura, só que ultrapassada, velha, precisando de uma repaginada, formatação, reforma, up grade. Enfim somos transformados em algo melhor. No segundo exemplo, diz  que Deus nos deu o poder sermos filhos dEle. Mas, como assim, se sempre escutamos falar que todo mundo é filho de Deus?

Segundo a bíblia sagrada, todos nós somos criaturas, e mesmo assim precisamos nos tornar uma nova criatura. E, para nos tornarmos filhos de Deus, existe uma condição que está explícita em João 1:12, que lemos acima.

O fato de não nos conformarmos com este mundo e com a nossa situação abre a nossa mente para gerar as transformações necessárias para o agir de Deus em nós. E essa atitude traz consequências boas, entre elas a oportunidade de experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus pra nossas vidas.

“...para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2b)

O Verdadeiro Evangelho

  • PDF

Em Romanos 3.23, Paulo declara “Todos pecaram”. Por que não trememos diante disso? É porque não sabemos como essa é uma realidade terrível. Por que o pecado é algo tão terrível? Simples: todo pecado, seja de que tipo ou forma, é cometido contra e diante de Deus!

O ser humano não simplesmente comete pecados, ele é nascido no pecado. Nós somos podres e corrompidos desde o início. Todos os homens nascem em pecado e são entregues ao pecado, e esse é o motivo de todos os homens nascerem odiando a Deus. O fato de sermos pecadores não significa apenas que pecamos constantemente, mas que não fazemos nada além de pecar. Até as nossas boas obras são corrompidas. Pois tais obras não são feitas por fé nem para a glória de Deus. Precisamos entender que estamos destituídos de qualquer valor e que há somente um Salvador,  e seu nome é Jesus.

O problema é que hoje em dia tudo é sobre o ego e como elevar a autoestima humana. O homem precisa na verdade é estimar o Único que é digno de estima - Deus - e entregar-se a Ele. No entanto, para viverem, crerem e pregarem dessa forma, os homens devem saber quem é Deus.  Muitos pregadores hoje sequer falam do pecado, porém, ao agirem dessa forma, vão contra a obra do Senhor, que constantemente pregava sobre o pecado.

Nossa vida, nossa mente são repletas de busca por nossos propósitos, nossos sonhos, nossos objetivos e nossos desejos. Mesmo aqueles que alegam algum tipo de piedade precisam assumir que, em suas vidas diárias, são ateístas praticantes, Deus está longe de seus pensamentos. "Todos pecaram, todos carecem da glória de Deus". Eis um problema: Deus é justo, e nós, não. Sendo Ele um Deus justo e Juiz de toda a terra, Ele age corretamente, e, ao fazer isso, a resposta dEle diante de nós é completamente apavorante.

 

A bíblia não diz que Deus odeia o pecado e ama o pecador. A ira de Deus se revela contra toda a impiedade. Salmo 5.5 diz que “ Os arrogantes não permanecerão à tua vista; aborreces a todos que praticam a iniquidade”. Deus odeia não somente o pecado, mas também o pecador. Deus é de fato amor, mas esse Deus amoroso também odeia; é misericordioso, mas também irado.

A única maneira de realmente apreciar o amor de Deus e a graça de Deus é vendo a profunda escuridão do seu próprio coração, então você se dá conta de que Deus se moveu por amor a você, e isso o faz cair de joelhos com imensa admiração e adoração. Muito da pregação do evangelho de hoje tem pouco poder porque estamos preocupados em mostrar aos homens como eles podem ser salvos, mas nos esquecemos de mostrar o quanto o homem está perdido.

A ira é a resposta de Deus contra a impiedade do homem. Deus estende a Sua mão todos os dias para pessoas desobedientes e teimosas, mas, ao mesmo tempo, a Sua ira está vindo sobre o mundo. O evangelho não começa com o homem, mas com o que Deus realmente é, pois aí que reside o problema. Se Deus não fosse quem é, então o pecado não seria o problema que é. O pecado é o que é justamente porque Deus não é apenas amor, mas também justiça e santidade.

Deus vem com ira contra tudo aquilo que contradiz a Sua natureza e vontade, e estes somos nós. Cada pessoa que já andou na face da terra tem quebrado cada lei que Deus criou. Se não entendemos isso, não entendemos o cristianismo.

Agora, falando acerca daqueles que são verdadeiramente convertidos e regenerados, o texto de Romanos 3.23 diz: “ sendo justificados...”. Ser justificado significa que, no momento da conversão, o pecador é declarado legalmente justo e correto diante de Deus por causa de Cristo. Paulo nos mostra que Ele nos declarou justos, embora não déssemos motivo algum para que Ele assim fizesse. Ele nos justifica sem motivo pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus.

Deus nos justifica sendo nós ainda perversos. Ora, se Deus não pudesse perdoar o iníquo, todos nós pereceríamos, pois todos pecaram e o salário do pecado é a morte. Eis aí a grande questão: se Deus é justo, Ele não pode nos perdoar. Como pode Deus justificar um homem perverso e continuar sendo justo? A resposta encontra-se em Rm 3.25: “ propiciação”. Essa é a palavra mais importante de toda a Bíblia, porém poucos sabem disso.

Propiciação é um sacrifício feito no lugar da parte culpada, que justifica ou satisfaz a justiça de Deus e faz com que seja possível para Deus perdoar homens pecadores.  Deus expôs Cristo publicamente para aniquilar o pecado. Aquele a quem nós chamamos Salvador não é somente homem, mas é Deus, de modo que as palavras de Jonas permanecem intactas: “ Ao Senhor pertence a Salvação”. Para que pudéssemos ser salvos, alguém deveria receber a ira de Deus em nosso lugar, e só Ele mesmo poderia suportar tamanha ira e ressuscitar.

Disso se trata a vida cristã, que nos apresentemos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus baseadas nas misericórdias dEle.

Nutrição Na Atividade Física

  • PDF

Para uma vida saudável, é necessário aliar o exercício físico a uma dieta balanceada, contendo alimentos de todos os grupos e em quantidades adequadas. Este equilíbrio é importante para que sejam conquistados os objetivos pretendidos. Lembrando que, um acompanhamento individualizado e personalizado com um profissional capacitado é essencial para o progresso. Para entendermos melhor, vamos esclarecer algumas dúvidas.

 Treinar em jejum ajuda a perder peso?
É conveniente realizar uma refeição sólida em torno de 60 a 90 minutos antes do treinamento. Essa refeição deveria conter uma quantidade adequada de carboidratos complexos e proteínas, além de ser reduzida em fibras, frutose e gorduras. Nesse momento, uma refeição com a quantidade adequada de carboidratos aumenta de forma significativa o conteúdo de glicogênio nos músculos e no fígado, constituindo um importante fator para melhorar o desempenho. Por isso, realize sempre uma refeição leve antes da atividade física. Lembrando que o treino em jejum pode causar tonturas e até desmaios em situações extremas.

  Como deve ser minha alimentação após o treino?
Esta refeição é importante para a recuperação do nosso organismo do desgaste sofrido. Ela deve conter carboidratos complexos, proteínas de alto valor biológico e restrita em gorduras, para que ele recupere os estoques de energia gastos durante a atividade e evitar o catabolismo. Tente realizar esta refeição até, no máximo, 60 minutos após o término da atividade.

 Devo me hidratar com água ou isotônico?

 A ingestão de líquidos ao longo do dia é essencial, principalmente durante os períodos de calor intenso. Quando praticamos atividades físicas a importância da hidratação aumenta: beba líquidos antes, durante e depois da prática de exercícios. Isso aumenta o desempenho, ajuda na regulação da temperatura corporal, além de manter o fluxo sanguíneo para os tecidos.
Os isotônicos contem certa quantidade de carboidratos e sais minerais que ajudam na reposição de líquidos, além de serem de rápida absorção. Mas eles são recomendados somente para praticantes de atividades intensas que tenham duração superior à 1 hora. Para atividades com tempo inferior, recomenda-se apenas água.

 Suplementação alimentar, usar ou não?

Uma dieta balanceada, geralmente, é suficiente para atingir as necessidades do organismo. Mas, tudo depende do objetivo e caso haja necessidade de suplementação, o acompanhamento com um nutricionista é indispensável.

O Que Estamos Vendo?

  • PDF

“E tendo dito isto, voltou-se para traz, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus”. (João 20 vers. 14).

Certa mulher que trabalhava em um escritório começou a sentir dificuldades na visão e decidiu, então, procurar um oftalmologista. Ao final do exame, o médico lhe disse que seu problema era apenas “vista cansada” e que deveria descansar os olhos. Imediatamente a mulher recusou, dizendo que precisava muito do seu trabalho e, portanto, não poderia parar. Então o médico lhe perguntou se onde ela morava existia um local com uma paisagem de visão ampla. A mulher respondeu que sim, e o médico lhe disse que todos os dias pela manhã ela deveria ir a esse local e tentar enxergar o mais longe que seus olhos pudessem ver, pois esse era um ótimo exercício para os olhos. Pouco tempo depois, a mulher voltou ao médico para agradecer, pois a partir de então estava se sentindo muito bem!

Na vida espiritual, as coisas acontecem da mesma maneira. Muitas vezes precisamos levantar os nossos olhos e tentar ver, o mais distante possível, com a visão espiritual que Deus nos permita ver, as coisas que Deus está fazendo no mundo atualmente.

O nosso grande problema é que, como seres humanos que somos, temos enormes dificuldades em olhar para Deus e para as coisas que Ele está fazendo. Parece que a raiz do pecado em nós tem nos levado para o extremo contrário. O Rei Jeosafá foi vencedor, mas os seus olhos estavam constantemente colocados em Deus.

Às vezes penso que estamos como Maria Madalena, que, abalada emocionalmente com os acontecimentos do Calvário, quando se viu diante de Jesus, pensou que fosse o jardineiro; ou - quem sabe? - estejamos como os discípulos no caminho de Emaús, que, mesmo estando ao lado de Jesus e conversando com Ele pelo caminho, não o reconheceram.

O que estamos vendo? Estamos vendo Jesus ou o jardineiro? Jesus em nosso meio ou as últimas notícias do nosso “Caminho de Emaús?” Onde estão colocados os nossos olhos: em Jesus ou nos problemas?

Se espiritualmente estamos com o problema da “vista cansada”, que possamos hoje ouvir e obedecer a Jesus, que permanentemente está disposto a nos ajudar a resolver todos os nossos problemas, além de nos recomendar que, se quisermos ser mais que vencedores em todos os sentidos da vida, precisaremos aprender a ver não só as bênçãos de perto, como também as bênçãos de longe, todas aquelas que os nossos olhos espirituais conseguirem ver.

Que Deus nos capacite a ver o que Ele tem feito, a ver como Ele vê; pois nós vemos o exterior, mas Ele vê o nosso coração!

Que Deus nos abençoe, além de continuar falando aos nossos corações!!!

Como Lidar com as Marcas Emocionais

  • PDF

Salmos 42:5 Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença.

 As marcas no corpo (cicatrizes) sempre nos lembram de algum momento que passamos. Da mesma forma, as marcas na alma também nos trazem lembranças; algumas delas, bem doloridas.

 Qual é a principal diferença entre essas marcas? As marcas na alma, por serem invisíveis, podem nos afastar da presença de Deus e da felicidade...

 Aqui há 2 aspectos importantes: (1) Existem marcas que as pessoas deixam em nós -  ao sermos desprezados, por exemplo - e (2) existem marcas que deixamos em nós mesmos - quando fracassamos em algum projeto.

 Para que você esteja sempre bem consigo mesmo e com Deus, é preciso aprender a lidar com as marcas que surgiram ao longo da vida.

 Mas como lidar com essas marcas?

 Aprenda a “dialogar” com você mesmo. Observe o que Davi disse: “Por que estás abatida, ó minha alma...” Você precisa se conhecer melhor para entender o que está acontecendo dentro de você. E você só vai conseguir fazer isso quando aprender a conversar consigo mesmo.

 Há pessoas que, só de olhar para os outros, conseguem detectar algum problema, no entanto têm dificuldade de identificar o que estão sentindo.

 Aprenda a questionar seus sentimentos: “... e por que te perturbas dentro de mim?”

 Davi estava colocando “em cheque” seus sentimentos; em outras palavras, dizia: “Será que o que a minha alma está sentindo é correto?”

 Você pode ter sentimentos sinceros, verdadeiros, mas isso não significa que eles sejam corretos. Há muitas pessoas que se sentem tristes quando, na verdade, deveriam permanecer firmes.

 Você se lembra do momento em que o profeta Elias foi ameaçado por Jezabel? O texto bíblico em 1 Reis 19:4 registra que Elias “entrou pelo deserto caminho de um dia, e foi sentar-se debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte, dizendo: Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais.” Ele havia vencido centenas de falsos profetas, mas agora sentia-se ameaçado por uma mulher. Se queremos viver a vontade de Deus plenamente, precisamos “questionar” o que sentimos...

 Aprenda a olhar para frente. “Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença.”

 Davi estava passando por um momento difícil em sua vida; tinha toda a razão do mundo para estar abatido; mesmo assim, ele decide olhar para frente, para a salvação que Deus tinha para ele.

 Davi diz: “...pois ainda o louvarei...”. Louvar significa, literalmente, agradecer a Deus por tudo o que Ele tem feito por você. Por isso que dizemos que o louvor liberta.

 Nossos sentimentos são muito importantes. Entretanto, se vivermos presos às marcas emocionais do passado, dificilmente experimentaremos a graça redentora de Cristo. Pense nisso...

Newsletters

Inscreva-se para receber
os nossos informativos!

Por favor, insira seu email abaixo.