1512Fri2017

Última atualização12:10:42 AM GMT

Voltar Gastronomia Orgânicos

Life and Style

Comida orgânica, já provou?

Se o que você busca são alimentos saudáveis, de elevado valor nutritivo e livres de resíduos tóxicos, encha o prato com produtos orgânicos!

Eles são produzidos em total harmonia com a natureza, pois são o resultado de um sistema de produção agrícola que busca trabalhar de forma equilibrada o solo e os recursos naturais - água, plantas, animais, insetos, rotatividade do solo, etc.



Conhecidos por não terem resíduos de agrotóxicos, fertilizantes sintéticos, reguladores de crescimento e aditivos para a alimentação animal, os alimentos orgânicos vêm ganhando espaço importante no mercado brasileiro.

Existem estudos nesta área há mais de 70 anos, mas só agora nós vemos com maior freqüência estes alimentos nas prateleiras dos supermercados, isso sem falar nas vendas pela internet - direto do produtor.

Qual a diferença?

Existem pesquisas que apontam que alimentos orgânicos são mais nutritivos, mas a principal vantagem é que eles são livres de resíduos de agrotóxicos, que podem causar sérios danos à saúde, o que já está comprovado. Além disso, por receberem uma adubação equilibrada, não apresentam excesso de nitratos, que também podem ser cancerígenos." afirma Juliana Ortega Smith, do Grupo de Agricultura Amaranthus da ESALQ/ USP.

Há um preconceito de que estes alimentos são menores, menos viçosos, mas isto independe de serem orgânicos. O manuseio está muito mais relacionado à esta aparência, fazendo-se um manejo correto da produção eles podem ficar tão ou mais vistosos que os convencionais. " O problema é que assim o consumidor não acredita" comenta Juliana, influenciando bastante até mesmo na hora da comercialização.

Ela também explica que os produtos convencionais, geralmente são maiores, porque têm mais água, ou seja, adubação com fertilizantes muito solúveis, provocando um maior acúmulo de água. Isto, aliado a uma nutrição e microvida também menosprezadas acaba fazendo com que tenham teores menores de nutrientes e vitaminas, além de menos sabor.

Frutas, verduras, legumes e até açúcar são produzidos organicamente. No Brasil, o produto cultivado em maior escala é a soja. Mas a facilidade de produção depende muito do clima e da região em que se planta. No setor de orgânicos, o Brasil é o sétimo produtor mundial e apresenta um crescimento de 10% ao ano.

Todos estes produtos são devidamente regulados e controlados para que possam chegar ao consumidor com estas características. Existem empresas especializadas que dão esta certificação, que estão abaixo do Ministério da Agriculiura e no caso das exportações dentro das normas regidas pela IFOAM - International Federation of Organic Agriculture Movements. Portanto, na hora de comprar procure o selinho atestando que é um produto orgânico.

O custo elevado dos produtos orgânicos é uma desvantagem, já que os produtores gastam muito com a regularização e registro dos produtos. Isso acontece especialmente com alimentos mais difíceis de serem produzidos com estes métodos, como morango, tomate e batata. Mas vale a pena pagar um poquinho a mais, incentivar este tipo de cultivo e trazer para casa uma comidinha mais saudável.

Como é o cultivo?

O equilíbrio é o ponto chave desta produção. Deve haver uma harmonia entre o produto cultivado, o solo, o clima da região, o ecossistema e no final um casamento de qualidade e sabor em nosso prato. Para que isto aconteça numa sintonia perfeita alguns cuidados devem ser tomados:

  • O controle de ervas invasoras, pragas e doenças é feito através de controle biológico, com solarização, criação e soltura de inimigos naturais, armadilhas e agrotóxicos naturais.


  • A base para o sucesso do sistema orgânico é um solo sadio, bem estruturado, fértil (macro e micronutrientes disponíveis às plantas em quantidades equilibradas), com bom teor de húmus, água e ar e boa atividade biológica, pois é o solo e não o adubo que deve nutrir a planta. O solo deve estar sempre coberto para evitar erosão.


  • No sistema de produção orgânica utilizam-se o cultivo múltiplo e a rotação de culturas, pois isso torna a cultura menos suscetível a pragas e dificulta o aparecimento de plantas invasoras, devido à diversidade dos organismos do agroecossistema.


  • Deve-se utilizar de forma adequada máquinas e implementos agrícolas para não danificar a estrutura do solo. A integração da agricultura com a criação animal na propriedade é de extrema importância, pois o esterco pode ser transformado em composto, muito importante para a agricultura orgânica.


  • Tomando todos estes cuidados e produzindo com tanta atenção o resultado só poderia ser um alimento melhor e mais saudável para encher o prato!

    Onde encontrar?

    Atualmente os alimentos orgânicos são encontrados nas grandes redes de supermercados, nas lojas especializadas e nas feiras de diversas cidades brasileiras e na internet. Comprando direto do produtor, geralmente o produto vem mais fresquinho e é mais barato. Experimente!



    Por: Roberta Stella (Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo - USP)

    Newsletters

    Inscreva-se para receber
    os nossos informativos!

    Por favor, insira seu email abaixo.